A lista negra (livro)




Ficha Técnica
Título original: Hate list
Gênero: Drama; Romance
Escrito por: Jennifer Brown
Número de páginas: 269
Editora: Gutenberg
Classificação: 5/5


Este foi um livro que, definitivamente, mexeu comigo. Explorou a mim e fez com que eu o explorasse do começo ao fim, me fazendo analisar e repensar os meus diferentes pontos de vista sobre determinados assuntos, concordando com alguns e discordando com outros. Tendo o "bullying" como principal. 


(Bullying - termo da língua inglesa (bully = “valentão”) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder - Brasil escola)


Não são novidades crimes em que pessoas, marcadas por um trauma de sua infância e/ou juventude, cometem em seu atual ou antigo colégio ao redor do mundo (tal como ocorrido na tragédia de Realengo, em 2012, no Rio de Janeiro). Este é o problema a ser encarado na trama. O livro conta a estória sob a perspectiva de Valerie Leftman, namorada de Nick Levil (o jovem adolescente que tornou-se conhecido por abrir fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam, devido ao bullying que ambos sofriam. 


Mas será que você, vendo como espectador, sem ser um alguém que se envolveu particularmente na real história, conseguiria entender, e talvez até mesmo "aceitar", o motivo que levou alguém a cometer uma barbaridade dessas? O autor deixa em aberto as interrogações, como o "até que ponto são considerados os praticantes do crime em que se trata, os verdadeiros culpados? Seriam as vítimas as reais inocentes ou talvez estas tenham contribuído, indiretamente ou não, para tal?".



Me apaixonei profundamente pelo livro. A autora consegue prender os seus leitores ao deixar uma ponta de desespero no mesmo por sempre incluir memórias da personagem principal em meio a sua vida no presente. 



Além disto, credito bastante àquelas que possuem o dom de transferir para o papel os estados de espíritos dos personagens, assim como as suas emoções. Acho que este é uma qualidade que encontramos em poucos autores e que os diferenciam de outrem, pois dão vida ao texto e são os sentimentos que conseguimos explorar na obra que nos aproximam dela, criando laços do leitor com o personagem, dando vida a ele, personificando-o, criando uma importância dos mesmos em nossa vida real. 



Não tenho críticas ruins a fazer ao livro, creio eu que a autora foi muito feliz por não ser muito detalhista (o que acho bom, já que algumas acabam por se perder em meio a tantos detalhes, confundindo o leitor) mas sim trazendo o que é essencial para que esta seja sentida e entendida. 



Assim como os atores e atrizes precisam "entrar" no personagem para que possam interpreta-los bem, Jennifer Brown (a autora) conseguiu entrar em uma cabeça de um adolescente para explorar o seu meio de pensar - às vezes bobo, às vezes inteligente, revoltado, machucado, preocupado e alegre; conseguindo se manter neutra quanto a isto: nem muito adulta com pensamentos estipulados e nem muito infantil, apenas um jovem passando por esta fase confusa das descobertas da vida, meio a criação de suas próprias idéias e pensamentos. E o melhor: soube selecionar um problema que é, geralmente, causador de intrigas com pessoas de diferentes faixa-etária: a família.



Brown não incrementou problemas exagerados a vida da mesma, assim como não criou um personagem que tem a vida perfeita, mas escolheu um tema central e começou a explorá-lo, colocando como este a origem de todos os outros, inclusive sobre influência de outros e servindo de influência também para outros.



Um tipo de romance sem ser "água-com-açúcar", diferentemente da maioria encontrado hoje em dia. Um livro que, além do amor, explora, talvez até principalmente, a dor e a dúvida entre o certo e o errado, assim como o medo e a dificuldade de poder recomeçar.

Comentários

Oie :)

Nossa estou loucoooo para ler esse livro, só que não acho para comprar em lugar nenhum, beijos :D

http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )
Anna F disse…
Olha, como eu tô sem grana acabei achando ele lá na biblioteca do colégio (que acabou de dar uma atualizada geral e MUITO boa!). Mas acho bem válido os pedidos feitos pela internet, até porque são beeeem mais baratos e normalmente chegam em ótimas condições (e se não chegarem, você pode trocar!) mas em sites confiáveis, claro. Gosto muito da Saraiva e Submarino pra comprar online ^^ Beijos! (:

Postagens mais visitadas